Turismo e Viagens

Gramado terá temperaturas negativas e mínimas em -3ºC

Inverno, chuva e muito frio. A semana será típica da estação mais fria do ano na Serra Gaúcha, e começará gelada em Gramado. Após o fim de semana chuvoso, a segunda-feira, dia 13, inicia com sol entre nuvens e uma queda significativa nas temperaturas. As máximas não devem passar dos 12ºC e as mínimas despencam para 0ºC.

Gramado terá temperaturas negativas e mínimas em -3ºC

Já na terça-feira, dia 14, o frio se intensifica e a cidade deve registrar as temperaturas mais baixas do ano. A previsão é de tempo seco e muito frio com mínimas de -3ºC e máximas de 9ºC.

Na quarta-feira, dia 15, o frio não será tão intenso mas as temperaturas seguem baixas com previsão de mínimas em 3ºC e máximas em 12ºC.

Os três primeiros dias da semana serão os de frio mais intenso. Na quinta e na sexta-feira, dias 16 e 17, as temperaturas sobem com mínimas em 10ºC e máximas chegando a 21º C. A previsão é de chuva para os dois dias.

Já no sábado e domingo, dias 18 e 19 de julho, a previsão é de sol, tempo seco e calor na Serra, com máximas de até 24ºC.

Sino’s Day! Das torres da Catedral de Pedra uma mensagem de fé e esperança

Uma das sete maravilhas do Brasil, a Catedral de Pedra em Canela, será o cenário do 1º Sino’s Day. O concerto beneficente, com transmissão ao vivo pela Internet, ocorre no dia 25 do mês de julho a partir das 16 horas. Arrecadar fundos e transmitir para todo o país uma mensagem de fé e esperança, em um momento de grande dificuldade e apreensão, são os focos do evento musical.

O projeto é concebido pela jornalista Rozangela Allves que reuniu um grupo de voluntários para colocar a ideia em prática visando arrecadar fundos e doações para a Associação Casa Lar de Canela, que abriga crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e risco. Também objetiva enviar para todo Brasil uma mensagem de fé e otimismo, em tempos de pandemia, tendo como cenário um dos cartões postais mais fotografados do Brasil e símbolo de resistência e religiosidade: a Catedral de Pedra de Canela.

Com o slogan: “Nunca pergunte por quem os sinos dobram; eles dobram por ti” (John Donne), o pano de fundo será o Museu Sinos da Catedral. O museu, que promove um passeio pela história da Igreja, desde a sua construção até os dias atuais, possui como ponto alto a visitação com o acesso às torres onde um Carrilhão, com 12 sinos em bronze de 4 toneladas, estão suspensos a uma altura de 65 metros!

O pano de fundo será o Museu Sinos da Catedral.

O concerto terá como atração o tenor Evandro Martins e sua filha a cantora mirim Johanna Martins. “Será um chamado de alma através da música para esse novo momento em que estamos vivendo! Que a música não deixe apagar a esperança e o amor em todos nós”, destaca o tenor Evandro que promete um repertório bem variado e escolhido com carinho para o momento.

O pároco da catedral canelense, Vanderlei Barcelos, fala da importância de a Catedral de Pedra servir como cenário para a ação. “Acho muito importante ações como essa para aproximação da Igreja com as demais instituições. Assim, podemos fazer algo de concreto em favor das instituições carentes do município, e no caso para as crianças. Também é uma oportunidade de divulgar o projeto Sinos da Catedral, além de promover a cultura e valorizar nossos turistas”, analisa o padre.

“Além da arrecadação que fará toda diferença para a Casa Lar, queremos dar um “abraço virtual” aos milhares turistas e moradores que deixaram de visitar nossa cidade durante a pandemia. O evento irá mostrar a cidade para todo o Brasil e o mundo, também como uma forma de agradecimento”, conta a idealizadora do projeto Rozangela Allves.

Uma equipe com sete voluntários será responsável pela organização e estruturação do evento: a design Adriana Guimaraes, o tenor Evandro Martins, a psicóloga Flávia Bolognesi, o jornalista Flavio Prestes, o empresário Nieto Gonzalo Joaquim, a produtora musical Lislei Prado Martins, a jornalista Rozangela Allves e o delegado  de Policia Civil Vladmir Medeiros.

Em caso de chuva a atração será adiada para o dia 26 de julho no mesmo horário. A transmissão será feita através dos canais oficiais do evento (redes sociais) e em canais parceiros que tenham interesse em fazer a transmissão simultânea.

SERVIÇO
1º Sino’s Day
25 de julho de 2020
16 horas
Catedral de Pedra – Canela/RS
Redes Sociais:
Facebook: https://www.facebook.com/sinosday
Instagram: https://www.instagram.com/sinosday/

Doações para Casa Lar:
Banco Itaú
Agência 7775
Conta: 02480-0
Telefone para contato: (54) 99645-4803
A associação precisa de doação de vários itens tanto de primeira necessidade como estruturais.

Oktoberfest de Igrejinha é adiada para 2021

A organização da Oktoberfest de Igrejinha divulgou a mudança da data do evento. A realização da 33ª edição será alterada para 2021. O anúncio foi feito pela diretoria da Associação de Amigos da Oktoberfest de Igrejinha (AMIFEST), que analisou diversas circunstâncias e decidiu que o caminho mais seguro a tomar é remarcar a festividade por conta dos impactos da pandemia do novo coronavírus neste ano. A 33ª Oktoberfest acontecerá de 15 a 24 de outubro de 2021.

O presidente da AMIFEST, Tiago Itamar Petry, explica que a decisão foi tomada levando em conta diversos aspectos. “Não conhecemos e ainda não é possível prever a situação do coronavírus e o seu desenrolar, bem como não há segurança quanto à disponibilização de vacinas no país. É preciso levar em conta que qualquer formato de evento geraria aglomerações, e sempre reforçamos que a saúde e a segurança dos nossos visitantes estão em primeiro lugar”, comentou.

Petry lembra que o evento é operado quase que totalmente pela força do trabalho voluntário e, por isso, em um cenário de pandemia, também não é possível assegurar a presença de todos e, tampouco, garantir a segurança. O impacto financeiro também precisa ser mensurado em um evento do porte da Oktoberfest e foi analisado pela diretoria.

Entre estes aspectos, há provável diminuição da capacidade econômica dos visitantes e, também, patrocinadores já sinalizaram com eventuais cancelamentos ou reduções, além de que, no momento, optam por não associar suas marcas a situações de riscos. A festa ainda exige necessidade de contratações antecipadas, como shows nacionais e infraestrutura. Tiago menciona que estes riscos combinados podem comprometer receitas e impactar nos repasses nesta edição e em anos seguintes.

Oktoberfest de Igrejinha é adiada para 2021. Créditos da foto: juliano Arnold.

Por fim, outro aspecto que precisa ser levado em conta é o cronograma, que teria prazos exíguos para organização e divulgação do evento, bem como a dificuldade de tempo para implementar eventuais alterações exigidas pelas autoridades. Também há acúmulo de outras festividades prorrogadas para o final de 2020 e, ainda, as eleições municipais, que foram remarcadas para novembro.

Com a mudança de data da Oktoberfest, a AMIFEST mantém o convite para que a comunidade continue praticando a solidariedade. Através da Grande Ação, iniciativa realizada pela entidade em meio à pandemia, houve a arrecadação de milhares de litros de leite, alimentos e peças de roupas, destinadas a entidades da região.

Luiza Brocker deixa o grupo Brocker Turismo

Após 14 anos de atuação junto ao Grupo Brocker Turismo, a empresária Luiza Brocker Boeira anunciou hoje, dia 6 de julho, sua saída da empresa canelense. O comunicado foi feito em um post nas redes sociais da empresária. Confira na íntegra:

Luiza Brocker Boeira

Queridos amigos, colegas, parceiros,

Gostaria de compartilhar com vocês algumas palavras, histórias, decisões e meu sentimento de GRATIDÃO.

Comecei a trabalhar na Brocker em fevereiro de 2006, estava completando 20 anos naquele mês. Iniciei no departamento emissivo – emitindo passagens, vendendo pacotes, organizando grupos – e no ano seguinte decidimos abrir a 1º filial da Brocker em Gramado que ficava em uma sala embaixo do Hotel Glamour da Serra. Fiz a implantação e trabalhei naquela loja no seu início, e então fui pro departamento comercial divulgar e vender a nossa Brocker e a Serra Gaúcha. Durante quase 6 anos viajei por esse Brasil a fora, foram muitos estados e também alguns países percorridos, fazendo relacionamento com os clientes e parceiros, treinando, captando, vendendo, sempre com muito amor pela Brocker e por nossa região (nesse período a Carlise fazia a gestão do operacional da Brocker).

Em 2013, eu, a Any e a Carlise, fizemos juntas um trabalho com uma coaching que nos ajudou a identificar que meu perfil era mais operacional e o da Carlise era mais comercial, e definimos por fazer a troca de funções, a Carlise passou para a gestão Comercial e eu para a gestão Operacional. Nesse ano também fizemos a implantação do Bustour, e também passamos a loja da Brocker de Gramado para o endereço que permanece até hoje.
No operacional foi uma vida louca, intensa, dia e noite focada e ligada na operação do receptivo e na satisfação dos nossos passageiros, e ao mesmo tempo orgulhosa, pois temos o melhor serviço de receptivo da Serra Gaúcha e a equipe mais empenhada em encantar os passageiros. Mais tarde, com algumas mudanças na empresa e novas decisões, assumi a gestão do Bustour, que no meu entendimento é hoje o principal e mais completo passeio turístico de Canela e Gramado, e seguindo o que projetamos, juntamente com o Rafinha e o Marketing, irá melhorar e se desenvolver ainda mais.

Resolvi contar essa história resumida do meu tempo de Brocker pra dizer que aquela guria praticamente inexperiente que iniciou nesta empresa em 2006, se transformou numa profissional forte e determinada, e sou muito grata por essa empresa e por todas as pessoas que tive a oportunidade de conhecer, conviver, ensinar e principalmente aprender durante essa jornada, cada um que passou por aqui deixou em mim uma marca e um ensinamento, e sou muito grata por isso. Nesse período tive momentos ótimos, outros nem tanto, tive risadas e alegrias, assim como choro e apreensão, porém sempre trabalhei seguindo o propósito da empresa, que é criar experiências transformando vidas, assim como a empresa transformou a minha. Meu muito obrigada!!!

Há pouco mais de 6 meses, por motivos totalmente pessoais, iniciei uma conversa com a Any e com a Carlise sobre a minha saída da empresa, confesso que foi uma das decisões e conversas mais difíceis que tive na minha vida até hoje. E nisso chegou a pandemia e essa loucura toda que estamos vivendo e acabamos adiando por alguns meses a minha saída, até mesmo para que eu pudesse apoiar nas difíceis decisões e ações que foram necessárias, porém chegou a hora de eu seguir o meu caminho e fechar esse intenso ciclo da minha vida. Como vocês sabem tenho uma relação familiar com a Any, minha irmã querida, e de amizade com a Carlise, por isso estarei sempre perto, e torcendo para que a Brocker e o Bustour continuem crescendo e fazendo um lindo trabalho na nossa região. O momento difícil que estamos passando irá acabar, e com a energia, a garra e a coragem dessas duas mulheres que seguem na condução da empresa, juntamente com o Guto, com os demais gestores e com toda equipe dedicada que a Brocker tem, o Grupo Brocker seguirá firme e forte, trilhando seu caminho de sucesso.

Para finalizar, gostaria de agradecer a todos que fizeram parte da minha história na Brocker, e em especial a Any e a Carlise por todos esses anos de parceria, confiança e respeito. E é com muito orgulho e gratidão que me lembrarei de tudo o que vivi nessa grande empresa, e saio neste momento com o sentimento de dever cumprido.

Permaneço à disposição de todos, sempre que precisarem!
Um forte abraço, se cuidem, fiquem bem!

Jornalista – Editor e fundador dos canais Acontece Gramado e Acontece Floripa
[email protected]

Prefeitura de Gramado lança sete Rotas de Cicloturismo pelo interior da cidade

A Prefeitura de Gramado, através da Secretaria Municipal de Turismo, lança nesta sexta-feira, dia 3, suas rotas de Cicloturismo. Os diferentes passeios turísticos oferecem a experiência de pedalar por paisagens do interior, conhecer comunidades, moradores e sabores da gastronomia local, além de pontos praticamente não visitados por pessoas que não são da região.

Ao todo serão 7 rotas diferentes, cada uma sinalizada com placas indicativas, para melhor navegação e segurança durante o trajeto. Cada rota possui sua classificação, dividida em 4 categorias, que são severidade do meio, orientação do percurso, condições do terreno e intensidade do esforço físico. Cada uma dessas categorias possui subdivisões. Confira abaixo:

– Severidade do meio: 1) Pouco severo; 2) Moderadamente severo; 3) Severo; 4) Bastante Severo; 5) Muito Severo.

– Orientação do percurso: 1) Caminhos e cruzamentos bem definidos; 2) Caminho ou sinalização que indica continuidade; 3) Exige a identificação de acidentes geográficos e de pontos cardeais; 4) Exige habilidade de navegação fora do traçado; 5) Exige navegação para utilizar trajetos.

– Condições do terreno: 1) Percurso em superfícies planas; 2) Percurso por caminhos sem obstáculos; 3) Percursos por trilhas escalonadas ou terrenos irregulares; 4) Percurso com obstáculos; 5) Percurso que requer técnicas verticais.

São sete novas rotas pelo interior da cidade

– Intensidade do esforço físico: 1) Pouco esforço; 2) Esforço moderado; 3) Esforço significativo; 4) Esforço intenso; 5) Esforço extraordinário.

Conheça as rotas

Rota 1 – Pedal Pinheiros Neste trecho, o cicloturista tem a oportunidade de conhecer o Parque dos Pinheiros, unidade de conservação que abriga uma das mais belas paisagens de Gramado, com lago e uma bela mata nativa com predominância de Pinheiro Araucária, símbolo das regiões do planalto meridional do Sul do País. O Parque geralmente está aberto em sextas-feiras e sábados. O calendário com datas e horários de funcionamento é divulgado no início de cada mês.

Pontos de Interesse: Parque dos Pinheiros, Parque do Caracol (opcional), Castelinho, Super Carros e Caminho da Santinha.

Rota 2 – Pedal Ávila – O cicloturista passa pelas localidades de Linha Ávila Baixa e Ávila Alta, passeio que oferece experiências diversas, seja pela linda paisagem dos vales ou pela oportunidade de visitar alguns atrativos que ofertam produtos coloniais e agroecológicos, e que fazem parte do Roteiro de Agroturismo “Caminhos – Linha Ávila”, com visitas agendadas.

Pontos de Interesse: Palácio dos Festivais, Rua Coberta, Praça Major Nicoletti, Praça das Etnias, Lago Joaquina Rita Bier, Família Wagner, Cantina Nono Giovanni, Sítio Tradição e Vivenda Schõnrhein.

Rota 3 – Pedal Tapera – Nesta pedalada, o cicloturista visita esta área de singular beleza, passando pelas localidades de Tapera Italiana e Tapera Alemã, com destaque para a Capela Santo Antônio, feita de pedra em 1929, com seu belo campanário anexo. Alguns atrativos desta Rota fazem parte do Roteiro de Agroturismo “O Quatrilho” com visitas agendadas.

Pontos de Interesse: Palácio dos Festivais, Rua Coberta, Praça Major Nicoletti, Praça das Etnias, Lago Joaquina Rita Bier, Pórtico de Nova Petrópolis, Família Lazaretti, Moinho Grings, Capela Santo Antônio, Brizoleta – Horto Municipal de Plantas Medicinais, Comunidade Tapera Alemã da IELB e Lago Negro

Rota 4 – Pedal Quinto Distrito – Neste pedal, o cicloturista passa pelas localidades de Linha Bonita e Linha Nova, local da primeira sede administrativa de Gramado em 1904. Este local pode ser admirado do alto da Capela São José. Ao longo do passeio existem diversos atrativos que fazem parte dos Roteiros de Agroturismo “Raízes Coloniais” e “Tour Linha Bella” com visitas agendadas.

Pontos de Interesse: Casa Centenária, Ervateira Marcon, Museu Fioreze, Café Della Nonna, Vinícola Masotti, Velho Casarão, Cantina Linha Bella, Moinho Cavichion, Capela São Pedro Claver e Capela São José.

Rota 5 – Pedal Ponte do Raposo – Neste trecho, o cicloturista pode conhecer a Ponte de Ferro Major Nicoletti, construída em 1932, também conhecida como Ponte do Raposo. Sua construção teve como objetivo principal o escoamento da produção para outros municípios. Antigamente todo o transporte era feito através de um Passo do Raposo no Rio Santa Cruz, sobrenome do proprietário de uma grande área de terra, onde hoje é Caxias do Sul. Nesta rota existe um empreendimento que faz parte dos Roteiros de Agroturismo “Tour Linha Bella” com visitas agendadas.

Pontos de Interesse: Parque dos Pinheiros, Vale da Lageana, Vale do Rio Caí, Ponte do Raposo e Vinícola Masotti.

Rota 6 – Pedal Rabicho – Nesta experiência, o cicloturista passa próximo à antiga Estação da Várzea Grande, atual Museu do Trem, local onde antigamente o trem vindo de Taquara tinha que fazer uma manobra de ré, com objetivo de contornar um morro para poder seguir viagem até Gramado. Por isso, este trecho ficou conhecido como Rabicho. Nesta operação todos passageiros desembarcavam na Estação e seguiam a pé por um atalho para embarcarem posteriormente.

Pontos de Interesse: Caminho da Santinha, Borgo Perine, Família Marcon, Alambique Rossa, Fa – mília Baretta, Capela São Valentin, Capela São Miguel Arcanjo, Sociedade Quilombo, Ecoparque Sperry, Comunidade do Quilombo da IECLB, Centro de Cultura da Várzea Grande, Museu do Trem, Capela São Luis Gonzaga, Lago Negro, Praça das Etnias e Praça Major Nicoletti, Rua Coberta e Palácio dos Festivais.

Rota 7 – Pedal Morro da Polenta – Este caminho passa pelas localidades de Taperas Alemã e Tapera Italiana. Carazal, Campestre do Tigre e Marcondes, sendo que nestas duas últimas localidades o cicloturista tem uma vista privilegiada dos vales do entorno, considerando que está pedalando por trechos de grandes altitudes de Gramado. Alguns atrativos desta Rota fazem parte do Roteiro de Agroturismo “O Quatrilho” com visitas agendadas.

Pontos de Interesse: Palácio dos Festivais, Rua Coberta, Praça Major Nicoletti, Lago Joaquina Rita Bier, Pórtico de Nova Petrópolis, Família Lazeretti, Moinho Grings, Capela Santo Antônio, Morro da Polenta, Ramm’s Typischer Coffe, Comunidade Linha Marcondes da IECLB, Sociedade Reunida, Brizoleta – Horto Municipal de Plantas Medicinais, Comunidade Tapera Alemã – IELB e Lago Negro.

Gramado e Canela voltam para Bandeira Vermelha: municípios podem recorrer

O Governo do RS acaba de reclassificar as bandeiras no Estado. Gramado e Canela, que pertencem à região de Caxias do Sul voltam para bandeira VERMELHA. O anúncio foi feito agora há pouco. (Atualização -Sexta-feira, dia 26 de junho – 18h20)

Além das quatro regiões que já estavam na bandeira vermelha, o mapa do Distanciamento Controlado apontou piora nos indicadores em outras cinco regiões: Caxias do Sul, Erechim, Palmeira das Missões, Passo Fundo e Santo Ângelo. Somadas a Porto Alegre, Capão da Canoa, Novo Hamburgo e Canoas, o Estado tem, portanto, nove regiões na bandeira vermelha na rodada preliminar do modelo, divulgada nesta sexta-feira (26/6).

Somente as regiões de Taquara e Bagé se encontram em bandeira amarela (risco baixo). As regiões de Santa Maria, Uruguaiana, Cruz Alta, Ijuí, Santa Rosa, Pelotas, Cachoeira do Sul, Santa Cruz do Sul e Lajeado estão em bandeira laranja (risco médio). A região de Santa Rosa, que se encontrava na bandeira amarela, mas evoluiu, nesta rodada, para a laranja.

As regiões de Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo e Capão da Canoa permanecem em bandeira vermelha pela segunda semana consecutiva. A região de Caxias do Sul, que esteve em bandeira vermelha na semana retrasada e em laranja na semana que se encerra, retorna à bandeira vermelha.

Assim, as cinco regiões devem seguir a regra que diz que, se fossem classificadas na bandeira final vermelha por dois períodos consecutivos ou alternados dentro do prazo de 21 dias, só poderão ser reclassificadas para bandeira menos restritiva depois de preencherem os requisitos para tal reclassificação por, pelo menos, dois períodos consecutivos de mensuração.

O Decreto 55.322 permite que municípios sob bandeira vermelha sem registro de hospitalização e óbito por Covid-19 de algum morador nos últimos 14 dias e que mantenham rigorosamente atualizados os registros nos sistemas oficiais poderão adotar, por meio de regulamento próprio, protocolos para as atividades previstas na bandeira laranja.

O prazo para o envio termina às 8h de domingo (28/6). Até a tarde da segunda-feira (29/6), o Gabinete de Crise analisará os dados enviados e rodará o mapa novamente, cuja definição final será divulgada na segunda à tarde. As bandeiras definitivas passam a valer, portanto, a partir de terça-feira (30/6).

CAXIAS DO SUL
A região de Caxias do Sul novamente retorna à situação de bandeira vermelha. Apesar de nenhum dos indicadores de velocidade do avanço ter obtido bandeira vermelha ou preta, a região foi agravada pelos dois indicadores de Incidência de Novos Casos sobre a População, pela Mudança da Capacidade de Atendimento da macrorregião e, assim como as demais regiões Covid, pelo impacto da alteração para bandeira vermelha no indicador de Capacidade de Atendimento mensurada pelo Estado como um todo.

Conforme destacado, o indicador de hospitalizações confirmadas para Covid-19 registradas nos últimos sete dias reduziu 14% entre as duas semanas, passando de 88 na semana anterior para 76 na atual. Porém, mesmo que o avanço da doença tenha reduzido na velocidade, o número de internados por SRAG em UTI (de 50 para 62), o número de internados em leitos clínicos Covid (de 51 para 57) e de internados em leitos de UTI Covid (de 38 para 40) cresceram.

Os indicadores de incidência de novos casos sobre a população – “hospitalizações confirmadas para Covid-19 em relação à população” e “Projeção de óbitos em relação à população” mantiveram situação de maior risco: para o primeiro indicador, a bandeira manteve-se como preta, e para o segundo, passou de laranja para preta, com elevação na projeção de óbitos.

O indicador de leitos de UTI livres dividido pelos leitos de UTI ocupados por pacientes Covid-19, mensurado para a macrorregião, permanece em situação de risco alto, com bandeira vermelha (com 1,88 leito de UTI adulto livre para cada leito de UTI adulto ocupado por Covid na região). Por fim, o indicador da Mudança da Capacidade de Atendimento também se agravou, passando de bandeira amarela para laranja, reflexo da redução de 12% no número de leitos de UTI livres no último dia para atender Covid (de 85 para 75).

Fedoca se reúne com Governador e possibilidade de Gramado e municípios vizinhos formarem nova microrregião é grande

O prefeito de Gramado, Fedoca Bertolucci, foi recebido na tarde desta terça-feira, dia 16, no Palácio Piratini pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite.

Na ocasião, Fedoca, que também representou os prefeitos que integram a Amserra, apresentou ao Governador as demandas da comunidade e os pedidos e justificativas para que Gramado e os municípios vizinhos não permaneçam na Bandeira Vermelha.

Após o encontro, o Governador determinou aos técnicos da Secretaria da Saúde do RS e do Palácio Piratini, que analisem a possibilidade de Gramado, Canela e os municípios vizinhos formarem uma nova região no mapa de distanciamento adotado pelo Governo. Também foi determinado que o período de avaliação pelo Governo muda de 14 para 7 dias, o que representa uma grande vitória para as pretensões gramadenses.

O prefeito de Gramado, Fedoca Bertolucci, foi recebido na tarde desta terça-feira, dia 16, no Palácio Piratini pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite.

Atualmente, Gramado e Canela pertencem a região de Caxias do Sul no mapa, principalmente pela quantidade de leitos de UTIs disponíveis. Isso ocorre pois, Canela não possui nenhum leito de UTI e Gramado possuiu 18 leitos de UTI. em caso de lotação destes leitos, normalmente as cidades direcionam os pacientes mais graves para os hospitais de Caxias do Sul.

“Fomos bem recebidos, mas o governador está cauteloso em relação aos últimos números do Covid-19, os quais não envolvem Gramado, cuja atuação não pode ser criticada desde o surgimento da pandemia até os dias de hoje. Mas vamos aguardar a promessa realizada de reexaminar a questão das microrregiões e a reclassificação das bandeiras”, comenta o prefeito Fedoca.

Fedoca fala sobre bandeira vermelha e diz que Gramado não pode ser penalizada por situação da região

O prefeito de Gramado, Fedoca Bertolucci, já trabalha para buscar uma saída às restrições impostas a Gramado e região com a mudança da bandeira laranja para bandeira vermelha.

Sobre a reclassificação da Região da Serra (o que inclui Gramado), de bandeira Laranja para bandeira Vermelha, dentro do modelo de distanciamento controlado do Governo do Estado, o prefeito Fedoca Bertolucci lamenta a decisão da Secretaria Estadual da Saúde. Ele entende que o município não pode ser penalizado por uma situação regional, para a qual não tem contribuído.

“Lamentamos e não consideramos justa esta classificação já que Gramado não contribuiu para isso. Pelo contrário, estamos tomando todas as medidas necessárias para o controle da pandemia. Infelizmente a flexibilização do funcionamento das atividades econômicas que estamos adotando foi revogada pela nova norma do Estado”, afirmou Fedoca.

O prefeito informou que pretende manter contato com o governador do Estado para que Gramado seja mantida na bandeira laranja, de acordo com as ações e indicadores de que vem registrando desde o início da pandemia.
O Gabinete de Crise, liderado pelo secretário de Inovação e Desenvolvimento Econômico, Anderson Boeira, deve se reunir neste domingo para analisar a repercussão do decreto no município e as ações que devem ser implementadas.

Restaurante Divino patrocina álcool em gel que será distribuído aos turistas

Os turistas que circularem pelo Centro de Gramado no feriadão de Corpus Christi receberão gratuitamente uma embalagem de 60 mililitros de álcool em gel. A ação conta com o apoio do restaurante Divino, que patrocinou a compra do produto personalizado com a hashtag #eumepreocupo.

Segundo o secretário de Turismo de Gramado, Rafael Carniel de Almeida, a frase “eu me preocupo” resume o atual cenário provocado pelo coronavírus. “Desde o início da pandemia, Gramado tem sido rigorosa em relação ao isolamento social, mas estamos, agora, abrindo gradualmente para o turismo, esperando que todos os visitantes mantenham os cuidados necessários”, afirma o secretário, ressaltando que o município registrou somente oonze casos positivos de Covid-19, sundo que oito já curados. “O setor turístico de Gramado está comprometido com uma retomada responsável”, resume Carniel.

No momento, os parques gramadenses estão liberados para visitação e a hotelaria pode ocupar até 70% de sua capacidade.

Da Fazenda: almoço ou jantar para os namorados é a opção para o feriadão na Serra Gaúcha

Uma das boas opções para os visitantes e moradores que estarão em Gramado e Canela durante o feriado do Dia dos Namorados, é a programação especial no Da Fazenda.

O local, agradável e intimista, ideal para os casais apaixonados, oferece um ambiente aconchegante com lareira e cardápio especial desenvolvido especialmente para este feriadão.

Com grande variedade de rótulos de vinhos e espumantes nacionais e internacionais, além das opções de cervejas e cachaças artesanais, o bistrô terá cardápio especial para os casais visitantes.

Da Fazenda: almoço ou jantar para os namorados é a opção para o feriadão

A dica é o combo para duas pessoas que inclui: entrada (creme de feijão), prato principal (risoto cremoso de ragu bovino ou risoto italiano) e uma garrafa de vinho (rótulos selecionados).

Este combo pode ser adquirido pelo valor de R$ 139 reais e servirá as duas pessoas.

Além do combo, a casa oferecerá um cardápio extra com Picanha na Chapa e Costela Suína ao molho Barbecue.

Os clientes serão recepcionados com decoração especial e temática além de uma taça de espumante. Pela grande demanda, restam poucas mesas para reserva. Interessados podem entrar em contato pelo telefone: (54) 98135-4121.

Conheça mais do espaço nas redes sociais: @dafazendaqueijosevinhos

Espere um momento!

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de tudo que Acontece

Não se preocupe, você será notificado apenas quando houver conteúdos novos em nosso site.

Espere um momento!

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de tudo que Acontece

Não se preocupe, você será notificado apenas quando houver conteúdos novos em nosso site.