Acontece Gramado

Quando nos deparamos com pensamentos corriqueiros do nosso dia a dia sobre como seria tudo tão melhor se nosso sistema governamental agisse para o povo e não para si mesmos, pensamos então em tudo e todas as probabilidades que teríamos para melhorar tudo isso no que vivemos.

Mas no fundo todos sabemos o espírito corrompido por ganância corrói todos os dias em busca de poder e glória para aumentar seu próprio ego. Pensássemos então em alguém que fosse forte o suficiente para resistir a isso tudo, colocamos alguém que pensamos, inconscientemente, seja melhor do que nós mesmos para o cargo de lutar pelo povo.

Colocarmos alguém para nos governar é o mesmo que crianças famintas pedindo colo da mãe. Ninguém deveria esperar com que a felicidade e estabilidade na vida caia de mão beijada apenas pelo motivo de terem escolhido um cidadão comum para cuidar do povo.

Digo cidadão comum, pois ele, assim como nós, tem os nossos mesmos problemas, doenças, mora no mesmo planeta… Se os tirassem o poder, a fama e o dinheiro, o que seriam? Absolutamente apenas cidadãos comuns.

Devemos aprender a viver por conta própria, sem depender de um sistema ou Governo. Todos temos problemas, assim como todos não vivem se não correrem atrás de resolver os mesmos para ter a sua vida estável.

As contas vem, o dinheiro fica cada vez com menos valor, recebemos salários cada vez mais baixos, sendo que as contas estão cada vez mais caras… Isso seria o justo?

Não, pois a vida não é justa, nem com os bons ou maus, a condenação sempre vem a todos, de uma forma ou outra. Todo tipo de coisa que envolva dinheiro, está cada vez mais caro, mas ninguém se opõe a isso, até por que “não temos o que fazer a respeito“, mas temos sim.

Se parássemos para pensar ao menos cinco minutos do nosso vasto dia, como o mundo ficará daqui a 20 anos se tudo continuar ficando mais caro e os salários mais baixos? Isso com certeza é algo em que não se deve haver dúvidas futuras, devesse haver explicações, aquelas em que não se ouve a muito tempo.

Concordemos que, não importa a classe social ou política, todos queremos apenas ter uma vida aparentemente boa ao nosso ver. Podemos e, talvez, algum dia consigamos mudar nossa mente para melhor, tornando assim, tudo melhor.

Felipe Mr. Riggs, músico e pensador. “Pois apenas com atos ruminados, encontramos justiça.{…}”

Deixe uma resposta