Acontece Gramado

Segundo a definição da Wikipédia:

Conceito (do latim conceptus, do verbo concipere, significa “conter completamente”, “formar dentro de si”), substantivo masculino, é aquilo que a mente concebe ou entende: uma ideia ou noção, representação geral e abstrata de uma realidade”.

Já preconceito “é uma opinião desfavorável que não é baseada em dados objetivos, mas que é sim unicamente em um sentimento hostil motivado por hábitos de julgamento ou generalizações apressadas. A palavra também pode significar uma ideia ou conceito formado antecipadamente e sem fundamento sério ou imparcial”.

Já é difícil entendermos a definição desses termos, imagina formarmos um conceito sem antes estabelecemos um preconceito, sic, se sequer muitos de nós sabemos o que isso significa. Por outro lado, gostamos de dizer que sabemos o que não sabemos.

O apóstolo Paulo, na 1ª carta aos Coríntios, inclusive, os Coríntios não eram torcedores do time do Corinthians tá, é o povo da Cidade de Corinto, que fica na região do Peloponeso, na Grécia. Voltando ao apóstolo Paulo, que desempenhou um trabalho brilhante na divulgação da mensagem cristã, diz nesta carta, capítulo 08 versículo 02: A pessoa que imagina conhecer alguma coisa, ainda não tem a sabedoria que necessita.

Por isso, penso que construímos uma sociedade, baseada em muitos casos em preconceitos, por desconhecermos muitas coisas e estabelecermos juízos de valor e ideias que não se sustentam ao longo do tempo.

Tudo bem que estamos evoluindo, mas será que estamos interessados em avançar na direção de um mundo baseado em conceitos verdadeiros e não em ilusões que adoramos propagar, para dizermos que somos felizes de mentirinha, por falta de coragem em buscar algo melhor e verdadeiro?

Não é de hoje que o mundo enfrenta crises, aliás, as crises são necessárias para que percebamos que alguma coisa está em desacordo com a Ordem Universal, ou será que ainda não conseguimos enxergar que o nosso Sol, estrela de quinta grandeza, segue exercendo seu papel como núcleo central do nosso sistema, há mais ou menos 4,6 bilhões de anos, e que o nosso planeta igualmente faz seu movimento de translação (giro em torno do Sol) e rotação (movimento em torno do seu próprio eixo) assim como humanidade terrena continua evoluindo, apesar de todos os preconceitos desenvolvidos a esse respeito?

Pois bem, se chegamos até aqui depois de tantos ciclos evolutivos, preconceitos e conceitos bem ou mal estruturados, é sinal que podemos ir além e construir um sociedade melhor, baseada em verdades conceituais e não em preconceitos, disfarçados num falso conceitualismo, de que somos incapazes de enxergar além do véu de Isis e continuar evoluindo.

Ah! Isís foi uma das principais divindades na religião do Antigo Egito cuja veneração espalhou-se também para o mundo greco-romano. Acreditava-se que Ísis ajudava os mortos a entrarem no pós vida, ou será que isso é só um preconceito mitológico?

Um abraço e fiquem com Deus.

Locutor e coordenador da Rádio Clube AM e FM de Canela
[email protected]

Deixe uma resposta