Acontece Gramado

Com a chegada do outono e a leve mudança que já podemos notar na temperatura, aquela vontade de um chazinho depois das refeições, no final da tarde ou mesmo no meio do dia se acentua, mas você sabia que pode estar tomando uma infusão e não um chá?

Chá ou infusão?

É muito comum a confusão entre eles, apesar do conceito de ambos serem bem distintos. Basicamente, todo chá é uma infusão. Porém, infusões não são necessariamente chá. Parece confuso num primeiro momento, mas é muito simples de entender.

Popularmente costumamos denominar, erroneamente, como  chá qualquer bebida feita à base de ervas em água fervente. Entretanto, chás são as bebidas feitas apenas a partir da planta Camellia sinensis, também chamada de chá-da-índia. No Brasil os chás mais conhecidos preparados a partir dessa planta são:

  • Chá Verde
  • Chá Branco
  • Chá preto
  • Oolong ou azul

Sendo assim, todas as bebidas feitas a partir de outras plantas, como camomila, cidreira, dente-de-leão e hortelã são infusões, e todas as preparadas com o caule e as raízes são decocção.

Ou seja, a imersão de ervas e plantas em água fervente não é o preparo do chá, mas sim o preparo da infusão.

E como preparar a infusão perfeita? Você sabia que errar na hora de preparar as infusões podem provocar a perda de algumas de suas melhores propriedades?

E não é incomum! Erros na temperatura da água são bastante comuns, mas podem facilmente ser evitados.

A dica é: quanto mais tempo de infusão, mais forte e acentuado será o sabor e o aroma da erva. Por isso, é preciso conhecer o tempo de infusão recomendado para cada planta. Não só, quando se trata de adoçar ou não, o que deve ser levado em conta é o gosto e o hábito de cada um.

Em alguns países as infusões são quase sempre acompanhadas de leite. No Brasil, esse ainda não é um hábito comum, mas vem se popularizando.

E você, já provou?

Nutricionista,  formada pela Universidade de Caxias do Sul e pós-graduando em Nutrição Clínica pela Unisinos
@nutrisimoneprestes

Deixe uma resposta