Acontece Gramado

A gramadense Wilma Stumpf, 50 anos, é uma das dezenas de voluntárias de um grupo criado em Gramado para ajudar voluntariamente famílias carentes de Gramado Canela.

O Grupo Girassóis surgiu em abril do ano passado, durante os primeiros meses de pandemia. Tendo o voluntariado já como parte do seu cotidiano, Wilma integra há 15 anos o grupo Corrente do Bem e, desde 2020 entrou para o Girassóis. O grupo foi formado após um pedido ajuda de uma mãe de Canela. Após o início, algumas mães foram convidando outras e, hoje, são em média 70 pessoas.

No início eram só mulheres, mas atualmente já fazem parte alguns pais. São empresárias, donas de casa, integrantes da sociedade civil que, de forma anônima, doam seu tempo para ajudar as famílias carentes das duas cidades e que, com a pandemia, se encontram em um desespero muito grande sem emprego, e sem alimentos em casa.

O objetivo do coletivo é trabalhar focado na arrecadação de cestas básicas. Paralelo a isso, foi montado um QG com doação de roupas e brechó que tem o valor arrecadado revertido para compra de alimentos.

Uma das preocupações sempre foi atender o máximo de famílias, e fazer o controle destas doações. “Desde que entrei no Girassóis percebi que algumas famílias pediam doações em vários grupos de apoio paralelos. Quando a gente via não se tinha o controle. Pela nossa boa relação com grupos de vários bairros, que fazem o mesmo trabalho, hoje conseguimos conversar e trocar informações sobre as doações” conta Wilma.

Segundo ela, infelizmente algumas pessoas ainda abusam do trabalho e da boa vontade de quem está ajudando.

De abril do ano passado até agora já foram atendidas mais de 500 famílias. E não só com alimentos. Todo dinheiro é repassado ao Supermercado Berti que reverte em alimentos. No local, está o chamado Carrinho Solidário onde as pessoas podem fazer as doações diariamente.

A partir e hoje, dia 1º de abril o Brombatti de Canela passa a ser parceiro com o Carrinho Solidário também no local para as doações. São aceitos alimentos não perecíveis, produtos de limpeza e higiene.

Neste um ano de atuação, o grupo já realizou doações de fogões, camas, colchões, pias, cômodas, cobertas, roupas, consertos elétricos, entre outros itens. O grupo atua também junto a outro coletivo que é o Gramado e Canela Sem Frestas, com vedações das casas. Nas casas das famílias carentes são realizados isolamentos das frestas.

Outra demanda crescente é o auxílio para gestantes. Só no último mês, mais de dez mães foram atendidas, com roupa, berço, produtos de higiene e outras necessidades“, conta Wilma.

O Grupo Girassóis não tem ligações com a política e nem com serviço público. Quando surgem pedidos e não tem no momento, os integrantes do grupo se unem e fazem vaquinhas entre si para ajudar na compra como no caso de remédios, exames, etc.

Interessados em ajudar podem entrar em contato com o grupo pelas redes sociais. No FACE e INSTAGRAM:
https://www.facebook.com/girassoisgramado
https://www.instagram.com/girassois_gramado/
No whats: (54) 99915-9380.
As doações de alimentos podem ser feitas no Carrinho Solidário no Supermercado Berti em Gramado e no Supermercado Brombatti em Canela.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é flavio.png
Jornalista – Editor e fundador dos canais Acontece Gramado e Acontece Floripa.
[email protected]

Deixe uma resposta