Acontece Gramado

A Serra Gaúcha e os Aparados da Serra valem a visita em qualquer época do ano, mas no outono, em particular, a paisagem é de encantar.

Todas as estações possuem os seus atrativos. O verão, os dias luminosos e de noites agradáveis. O inverno com suas paisagens brancas pela geada e às vezes da neve. A primavera com as flores. E, o outono, com a folhagem que traz um enorme colorido para a vegetação. 

Se a primavera é das flores, o outono é das folhas. E na região da Serra Gaúcha a folhagem da estação traz paisagens deslumbrantes. Como no município de São Francisco de Paula. As fotografias são do geógrafo Nilson Wolff. 

Nos Estados Unidos e em outros países do Hemisfério Norte, a folhagem de outono ou fall foliage é um dos períodos mais aguardados do ano. A região da Nova Inglaterra, em especial, oferece paisagens magníficas no outono e há diversos roteiros turísticos apenas para observar a folhagem.

A CIÊNCIA POR TRÁS DA FOLHAGEM DE OUTONO

As folhas normalmente produzem seus tons vívidos de verde da primavera ao verão e no início do outono por meio da geração constante de clorofila.

A clorofila, com efeito, é o componente-chave na capacidade de uma planta de transformar a luz do sol em glicose, que por sua vez alimenta as árvores.

Muitos milhões dessas células de clorofila saturam as folhas, fazendo com que pareçam verdes aos olhos.

A clorofila, entretanto, não é a única participante do processo das cores das folhas de outono. Presentes em outras folhas e árvores estão os compostos conhecidos como carotenóides e antocianinas.

Conforme os dias de outono começam a ficar cada vez mais curtos, a produção de clorofila diminui muito, eventualmente dando lugar à cor “verdadeira” da folha.

O beta-caroteno, por exemplo, é um dos carotenóides mais comuns presentes na maioria das folhas. Com forte absorção de luz azul e verde, reflete a luz amarela e vermelha do sol, dando às folhas seu tom alaranjado.

Ao contrário dos carotenóides, a produção de antocianinas aumenta dramaticamente com o outono. Isso protege a folha, prolongando sua vida na árvore durante a temporada de outono, e também confere a bela cor vermelha à folha.

Os flavonóis, por sua vez, parte da família das proteínas dos flavonóides, estão igualmente nas folhas e também contribuem para a coloração amarela. Embora sempre presente nas folhas, não é visto até que a produção de clorofila comece a diminuir.

Fonte: METSUL.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: