Acontece Gramado

A Prefeitura de Gramado prepara um projeto, que deve ser apresentado para aprovação na Câmara de Vereadores, que visa a implantação da chamada TPA – Taxa de Preservação Ambiental. A cobrança é considerada constitucional e ações recentes contra o tema tem sistematicamente sido derrubadas pela justiça no país.

A ideia é similar aos sistema já implantado em destinos turísticos como Bombinhas e Fernando de Noronha. Porém, a tendência é que em Gramado os valores sejam um pouco menores, o valor ainda não foi definido. Hoje, a taxa em Noronha é de R$ 79,20 por dia. Já em Bombinhas os valores são de R$ 28,00 para automóveis e R$ 3,50 para motos, por dia.

No caso da aprovação pelos vereadores gramadenses, o processo de cobrança para não moradores começará a ser implementado. O sistema na cidade deverá ter algumas peculiaridades como pagamento da taxa uma única vez sendo válida por sete dias, por exemplo. Na prática o formato será como nos outros destinos funcionando como uma espécie de “pedágio” nas entradas e saídas de Gramado.

Os gestores também analisam qual será a forma de isenção para moradores e para trabalhadores que vem a Gramado de outras cidades para trabalhar diariamente nas empresas da cidade.

Entre os benefícios esperados estão o investimento em preservação de espaços verdes em Gramado como parques, além de um maior controle e aumento da segurança na cidade. Com o controle de todos os carros que acessam a cidade, a segurança tende a aumentar e também haverá um controle maior de quem visita o destino.

Atualmente Gramado cobra a Taxa de Turismo Sustentável, desde 2015, com valor aproximado de R$ 2,50. Porém, a cobrança atual é feita nas reservas de hotéis e quem se hospeda em apartamentos de temporada e Airbnb, por exemplo, acaba ficando isento da cobrança.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é flavio.png
Jornalista – Editor dos canais Acontece Gramado
[email protected]

Siga no Instagram: https://www.instagram.com/gramadoacontece/

1 comentário em “Gramado prepara cobrança da TPA: Taxa de Preservação Ambiental

  1. Absurdo , vão correr de vez com os turistas e investimento na cidade, e com essa desculpa esfarrapada , já não arrecadam o suficiente? É só mais um faturamento para escândalo como o natal luz? O de coloca dinheiro só na mão dos políticos , pouca vergonha

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: