Acontece Gramado

As novidades do novo complexo Laje de Pedra Hotel & Residences começam a entrar em operação ainda neste mês de outubro de 2021. A primeira inauguração será um restaurante, o 1835, instalado no Mirante do Laje de Pedra, que unirá gastronomia, arte e cultura.

O espaço contará com vitrine de carnes selecionadas, dois bares e deck com vista para o Vale do Quilombo. O 1835 irá ancorar as operações gastronômicas do Laje de Pedra Hotel & Residences, rede hoteleira que entra em operação a partir de 2024, assinado por Kempinski Hotels.

A escolha do nome do restaurante que inaugura este mês é uma alusão à Revolução Farroupilha – 20 de setembro de 1835 ficou marcado como o dia em que os gaúchos se rebelaram contra o Império. A iniciativa é do 20BARRA9 que uniu forças com o TORO Gramado e fechou parceria com a LDP Canela S/A, proprietária do complexo.

Segundo o sócio fundador do grupo 20BARRA9, Márcio Callage, o projeto tem o objetivo de valorizar o orgulho tanto pela carne quanto pelo encontro promovido em volta do fogo e do assado.

“Desde que foi descoberto, o fogo promove encontros ao seu redor e é isso que nos move e no que acreditamos. O fogo é a rede social mais antiga do mundo”, destaca Callage. Para isso, o projeto prevê a construção de uma parrilla em um dos cenários mais bonitos da Serra, com vista para o Vale do Quilombo. 

Sócios do 20BARRA9 Eduardo Biton, Ranieri Monteiro, Márcio Callage, Pedro Cesar Kremer Bergamaschi, Martin Tellechea e Rodrigo Índio com Felipe Peccin, sócio do TORO Gramado
Diego Larré

A instalação da casa de carnes na área do hotel é parte de um movimento de valorização do que há de mais autêntico na cultura, natureza, arte e gastronomia do Rio Grande do Sul. “Hoje o desenvolvimento imobiliário e hoteleiro da Serra ainda busca mimetizar a cultura europeia. Nosso movimento é o contrário disso. E o 20BARRA9 está trazendo a tradição gaúcha do fogo e da carne com elegância”, afirma um dos diretores da LDP Canela S/A, proprietária do futuro Kempinski Laje de Pedra, José Paim.

No 1835 o cliente poderá escolher na vitrine das carnes o corte ou a peça que será preparada na sua mesa em volta de sua parrilla por ele próprio ou com a ajuda dos assadores do 1835. Como hoje a carne é também gourmetizada, com opções dry-aged ou Kobe, por exemplo, o cliente poderá também, se preferir, trazer a própria carne para ser assada à sua mesa.

Após a inauguração do Kempinski Laje de Pedra, prevista para ocorrer no segundo semestre de 2024, o restaurante segue operando. Entre as atrações do hotel estarão, ainda, outros dois restaurantes e cinco bares internacionais com amplos terraços e vistas únicas, delicatessen, enoteca, rooftop bar com lareira aberta, teatro e área para eventos.  

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: