Acontece Gramado

O presidente da Câmara de Vereadores de Canela, Alberi Dias (MDB), é um dos três presos na Operação Caritas da Polícia Civil na manhã desta segunda-feira, dia 8 de novembro.

A operação investiga supostas fraudes em licitações, esquema de corrupção, esquema de rachadinha, entre outros crimes que teriam sido cometidos por um grupo de políticos e autoridades. As investigações atingem o Executivo e o Legislativo de Canela, empresas de grande porte e o Hospital de Caridade de Canela.

A Polícia está fazendo o trabalho dela. Vamos ver o que eles vão apurar mas da minha parte com certeza não tem nada. estou tranquilo e sempre prezei pela honestidade“, disse Alberi durante a sua prisão nesta manhã.

Foram presos nesta manhã: o presidente da Câmara de Vereadores de Canela, Alberi Gavani Dias (MDB), o secretário municipal de Obras, Luis Claudio da Silva, e o interventor do Hospital de Caridade, Vilmar da Silva dos Santos. A Justiça autorizou a prisão preventiva dos três.  Eles estão no Presidio de Canela.

Além disso, foram afastados de maneira cautelar o secretário municipal de Turismo, Ângelo Sanches Thurler, o subsecretário de Obras, Osmar José Zangalli Bonetti, e Denis Roberto de O. de Souza, funcionário contratado como cargo em comissão na pasta de Obras. Os acusados foram procurados pela redação para se manifestar mas até o momento não retornaram os contatos realizados.

Alberi Dias foi reeleito vereador em 2020, pelo MDB, como um dos candidatos mais votados da cidade, com 1.026 votos. Em março deste ano ele causou polêmica e teve destaque internacional até em veículos como o britânico The Guardian ao sugerir, durante uma sessão na Câmara, a pulverização da cidade com álcool em gel. Confira no vídeo abaixo:

Alberi polemizou em março deste ano. Fala teve repercussão mundial.

Na coletiva de imprensa há pouco, o delegado Vladimir Medeiros de Canela destacou que: “Nós conseguimos apurar um complexo esquema de corrupção focado na Prefeitura Municipal, Secretaria de Obras, Secretaria de Turismo e Hospital de Caridade que hoje sofre intervenção do Executivo, na Câmara de Vereadores de Canela através do gabinete da presidência e no partido político dominante na cidades (MDB), além de algumas empresas de grande porte. Uma relação não republicana entre o alto escalão dos poderes (executivo e legislativo), com estas empresas”, contou o delegado canelense.

A Polícia Civil efetuou 176 mandatos de busca de busca e apreensão durante a manhã de hoje em cidades como Canela, Gramado, Bom Princípio, Itajaí e Balneário Camboriú.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: